quarta-feira, 3 de maio de 2017

EUA: Biblioteca do Congresso disponibiliza amplo acervo digital da Literatura do Cordel do Brasil

Biblioteca do Congresso dos EUA
Um acervo de mais de 12.000 peças, CDs e DVDs, de obras da Literatura de Cordel do Brasil está disponível no portal da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos desde fevereiro deste ano. O acervo digital sobre o tema Brazil Cordel Literature Web Archive está sendo disponibilizado pela ação do Escritório do Congresso dos EUA no Rio de Janeiro e pode ser acessado pelo endereço eletrônico do Cordel na Biblioteca do Congresso.

O Escritório da Biblioteca do Congresso no Rio de Janeiro e a Divisão Hispânica da Biblioteca do Congresso em Washington têm trabalhado conjuntamente com o American Folklife Center (AFC) para que essa coleção de cordéis se torne uma das maiores do mundo. Entre as mais de 12.000 peças está a famosa coleção de Sol Biderman e algumas datadas da década de 1930. Para capturar o trabalho dos repentistas, o Escritório também adquiriu CDs e DVDs, além de outros títulos de cordéis. Alguns deles já estão disponíveis no site do Escritório da Biblioteca do Congresso.

A Biblioteca do Congresso Americano (Library of Congress), além do  escritório do Rio de Janeiro, possui mais cinco escritório no exterior. Seu acervo inclui materiais como publicações, obras, etc. do Brasil, Uruguai, Suriname, Guiana e da Guiana Francesa. O objetivo é ampliar as coleções de pesquisa da Biblioteca do Congresso. 

O Escritório do Programa Nacional de Catalogação e Aquisição foi inaugurado em 1966 para suprir a Biblioteca do Congresso com publicações brasileiras. As publicações adquiridas incluem livros, jornais, revistas, folhetos, literatura de cordel, CDs, CD-ROMs, DVDs, mapas, cartazes e partituras musicais. Muitas publicações são compradas, porém um pouco mais da metade do total adquirido pelo escritório é proveniente do intercâmbio com cerca de 500 instituições. No último ano foram adquiridas 15.624 peças, provenientes de compra e doação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário